"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha
de ser honesto".

(Rui Barbosa)


domingo, 4 de dezembro de 2016

Manifestação em Copacabana em apoio à Lava-jato

Multidão em Copacabana se manifestando

( O Globo  G1) Chuva e vento na manhã deste domingo (4) não intimidaram manifestantes que foram a Copacabana, Zona Sul do Rio, participar de um protesto em defesa da Operação Lava Jato, e contra as mudanças nas medidas propostas pelo Ministério Público Federal para combater corrupção.

"As principais [pautas] são: primeiro, defesa total à Lava Jato; as dez medidas sorrateiramente empurradas e modificadas; contra esse jogo sujo e antigo de fazer política, achando que é o quintal da casa deles e contra a corrupção em geral", disse uma das coordenadoras do Vem Pra Rua, Adriana Balthazar.

Cores da bandeira brasileira estavam nas roupas e acessórios do público (Foto: Alexandre Durão) Cores da bandeira brasileira estavam nas roupas e acessórios do público (Foto: Alexandre Durão)

A concentração começou tímida por volta das 10h e, logo depois, se multiplicaram as camisas amarelas, guarda-chuvas e capas com as cores da brandeira brasileira.

Muitos dos que foram ao bairro da Zona Sul carioca exibiam cartazes com mensagens de apoio ao juiz Sérgio Moro, encarregado por julgar processos ligados à Lava Jato.

Ambulantes aproveitavam para vender "pixulecos", apelido dado a bonecos infláveis caracterizados como políticos. Entre os personagens, a tradicional representação dos ex-presidentes Lula e Dilma vestidos como presidiários. A inovação era um bonequinho do juiz Sérgio Moro vestido de super-herói.

Manifestante declara apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Alexandre Durão) Manifestante declara apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Alexandre Durão)

No meio da multidão que se formava, um homem e um cavalo surgem e atraem os olhares de curiosos. O empresário Luiz Carlos Demoner, de 68 anos, e o cavalo Oásis já estiveram em outras manifestações este ano. Mais uma vez, o dono do animal diz ter vindo de Xerém, município da Baixada Fluminense, para fazer coro aos manifestantes que pedem a saída de políticos.


"O povo está muito humilhado, oprimido. Não tem emprego, não tem segurança, não tem trabalho, não tem nada. Nesse Brasil não tem mais nada. Esses políticos não têm vergonha na cara e infelizmente a gente está pagando o preço. Eu vou dizer uma coisa para você que é jovem [se referindo ao repórter]: eu tenho direito de fazer isso aqui, ó, montar nesse cavalo e vir aqui, em Copacabana. Eles [os políticos] não podem sair, ir a lugar nenhum", disse.

Morre o escritor Ferreira Gullar aos 86 anos



Ferreira Gullar: poeta, escritor, teatrólogo e cronista


(O Globo G1) O poeta, escritor e teatrólogo maranhense Ferreira Gullar morreu neste domingo (4) no Rio, aos 86 anos. Gullar é um dos maiores autores brasileiros do século XX e foi eleito "imortal" da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, ocupando a cadeira nº 37.
Segundo o jornal "O Globo", o escritor estava internado no Hospital Copa D'Or, na Zona Sul do Rio, por complicações pulmonares. A partir de um quadro de pneumotórax, Gullar desenvolveu uma pneumonia.

Nascido José de Ribamar Ferreira em São Luís (MA), em 10 de setembro de 1930, Ferreira Gullar cresceu em sua cidade natal e decidiu se tornar poeta na adolescência. Com 18 anos, passou a frequentar os bares da Praça João Lisboa e o Grêmio Lítero-Recreativo da cidade. Aos 19 anos, descobriu a poesia moderna depois de ler Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

O perfil de Gullar no site da ABL informa que, inicialmente, o escritor "ficou escandalizado com esse tiop de poesia", mas mais tarde aderiu ao estilo, tornando-se "um poeta experimental radical". Certa vez, ao comentar o período, afirmou: "Eu queria que a própria linguagem fosse inventada a cada poema".

Ferreira Gullar durante posse na Academia Brasileira de Letras (ABL) no centro do Rio de Janeiro, em 2014 (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/AE) Ferreira Gullar durante posse na Academia Brasileira de Letras (ABL) no centro do Rio de Janeiro, em 2014 (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/AE)

Nessa época, trabalhou no volume de poesia "A luta corporal" (1954), que o lançou no cenário nacional. Essa obra que resultou de "uma implosão da linguagem poética" é associada ao surgimento da poesia concreta. Gullar, porém, romperia com o grupo mais tarde, passando a fazer parte do movimento neoconcreto, ao lado de artistas plásticos e poetas do Rio.

Foi Gullar quem escreveu o manifesto que marcou o marcou a aparição, em 1959, do movimento neoconcreto, do qual também foram expoentes artistas como Lygia Clark e Hélio Oiticica. No mesmo ano, saiu o ensaio "Teoria do não-objeto", outro texto fundamental do movimento.
Dentre as obras neoconcretas de Gullar, destacaram-se o "livro-poema", o "poema espacial" e "poema enterrado".

Derradeiro trabalho neoconcreto do poeta, este último consistia de uma sala que ficava no subsolo do espaço de exposição. A ela, chegava-se por uma escada. Quem "entrava" no poema encontrava lá embaixo um cubo vermelho. Dentro dele, um cubo verde. E dentro deste, um outro cubo, branco, onde se lia em uma das faces a palavra "rejuvenesça".

Depois do "poema enterrado", Gullar se afastou do movimento e se envolveu com política, tema de seus trabalhos seguintes. Ingressou no partido comunista e passou a militar contra a ditadura militar. Chegou a ser preso e a viver na clandestinidade. Fugiu do país, passando por Moscou, Santiago, Lima e Buenos Aires.

Durante o exílio na capital argentina, escreveu sua obra-prima: "Poema sujo" (1976). Trata-se de um poema com quase 100 páginas que teve ótima recepção. Foi traduzido para diversas línguas.
Dossiê: Ferreira Gullar comenta internação de portadores de doenças mentais

Gullar só voltou ao Brasil em 1977, onde foi novamente preso e também torturado. Conseguiu ser solto depois de pressão internacional e trabalhou na imprensa do Rio e como roteirista de TV.
No país, lançou "Na vertigem do dia" (1980) e a coletânea "Toda poesia". Também artista plástico e crítico, escreveu "Etapas da arte contemporânea" (1985) e "Argumentação contra a morte da arte" (1993).

Veja, abaixo, os livros publicados por Ferreira Gullar
Poesia
"Um pouco acima do chão" (1949)
"A luta corporal" (1954)
"Poemas" (1958)
"João Boa-Morte, cabra marcado para morrer" [cordel] (1962)
"Quem matou Aparecida?" [cordel] (1962)
"A luta corporal e novos poemas" (1966)
"Por você, por mim" (1968)
"Dentro da noite veloz" (1975)
"Poema sujo" (1976)
"Na vertigem do dia" (1980)
"Crime na flora ou ordem e progresso" (1986)
"Barulhos" (1987)
"Formigueiro" (1991)
"Muitas vozes" (1999)
Crônica
"A estranha vida banal" (1989)
Infantil e juvenil
"Um gato chamado gatinho" (2000)
"O menino e o arco-íris" (2001)
"O rei que mora no mar" (2001)
"O touro encantado" (2003)
"Dr. Urubu e outras fábulas" (2005)
Conto
"Gamação" (1996)
"Cidades inventadas" (1997)
Memória
"Rabo de foguete" (1998)
Biografia
"Nise da Silveira" (1996)
Ensaio
"Teoria do não-objeto" (1959)
"Cultura posta em questão" (1965)
"Vanguarda e subdesenvolvimento" (1969)
"Augusto dos Anjos ou morte e vida nordestina" (1976)
"Uma Luz no Chão" (1978)
"Sobre Arte" (1982)
"Etapas da Arte Contemporânea: do Cubismo à Arte Neoconcreta" (1985)
"Indagações de Hoje" (1989)
"Argumentação Contra a Morte da Arte" (1993)
"Relâmpagos" (2003)
"Sobre Arte, sobre Poesia" (2006)
Teatro
"Se Correr o Bicho Pega, se Ficar o Bicho Come" (1966), com Oduvaldo Vianna Filho
"A saída? Onde fica a Saída?" (1967), com Antônio Carlos Fontoura e Armando Costa
"Dr. Getúlio, Sua Vida e Sua Glória" (1968), com Dias Gomes
"Um rubi no umbigo" (1978)

"O Homem como Invensão de si Mesmo" (2012)

Poesia - De açucenas e rosas misturadas


 Alvarenga Peixoto

De açucenas e rosas misturadas
não se adornam as vossas faces belas,
nem as formosas tranças são daquelas
que dos raios do sol foram forjadas.

As meninas dos olhos delicadas,
verde, preto ou azul não brilha nelas;
mas o autor soberano das estrelas
nenhumas fez a elas comparadas.

Ah, Jônia, as açucenas e as rosas,
a cor dos olhos e as tranças d'oiro
podem fazer mil Ninfas melindrosas;

Porém quanto é caduco esse tesoiro:
vós, sobre a sorte toda das formosas,

inda ostentais na sábia frente o loiro!

Charge


sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Passagem urbana sofre aumento

foto: Noticias de Parauapebas
Frota de coletivos de Parauapebas

Segundo-feira (05) a passagem urbana estará mais cara. O aumento de 20% fará com que o munícipe desembolse R$ 3,00. Registre-se que a passagem custava R$ 2,50, majorada no fim do ano passado, depois de muita negociação com a Secretaria de Segurança Institucional (Sensi) e Departamento Municipal de Transito e Transporte (DMTT).

Ao final, entendendo que há quase dois anos não havia aumento da tarifa a passagem subiu para R$, 250. Antes ela custava R$ 2,25.

Esse é o segundo aumento verificado após a troca da frota que hoje faz o transporte coletivo urbano da cidade.  

Férias e décimo-terceiro salário dos dispensados depois da campanha



Começa a incomodar a demora no pagamento do décimo-terceiro salário e férias, que compõem a chamada "rescisão" dos assessores e contratados da prefeitura que foram demitidos ou exonerados logo após a campanha.

É público e notório que funcionários públicos inseridos no regime estatutário não fazem jus ao FGTS, Seguro-desemprego e outros benefícios, entretanto, o décimo e as férias proporcionais são sagrados e costumam ser pagos alguns dias depois da dispensa.

Nesse caso nem satisfação tem sido dada a aqueles que se digerem à prefeitura em busca de informação. E olha que alguns já têm dois meses de dispensados. 


Prestação de contas



O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aprovou as contas de campanha do prefeito eleito Darci Lermen.

A dúvida é agora e com relação a alguns vereadores eleitos, que sabidamente gastaram rios de dinheiro e devem ter feito verdadeiros malabarismos para adequar os gastos ao teto estabelecido pela legislação.

Segundo se comenta nas rodas da política local, o promotor Helio Rubens já tem as respectivas informações de todos e no seu devido tempo pode apresentar a fatura. 

Problemas no horizonte. Pode ser já ou ao longo dos quatro anos. é aguardar pra vê,

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Câmara inaugura decoração natalina

Prédio iluminado com luzes de Natal vai atrair visitantes

Pelo segundo ano consecutivo, o prédio da Câmara Municipal de Parauapebas recebe decoração especial em alusão ao Natal. Na noite desta quarta-feira (30), em cerimônia aberta à comunidade, o sistema de luzes foi inaugurado ao som de canções natalinas apresentadas por alunos da Escola Municipal de Música Maestro Waldemar Henrique.

A decoração conta com luzes em diferentes formatos, pisca-piscas, lâmpadas led e efeito cascata, além de árvores de natal, guirlandas, bonecos de Papai Noel em tamanho real, renas e presépio, dentre outros adereços natalinos. Cerca de 40% dos materiais da ornamentação natalina de 2015 foram reutilizados este ano.

Durante a cerimônia, o presidente da Câmara, vereador Ivanaldo Braz, destacou que parte dos adereços integra o patrimônio do Legislativo e poderá continuar sendo utilizada nos próximos anos. Para ele, a decoração do prédio é uma forma de o Legislativo proporcionar também uma opção de lazer para a comunidade.

“Fizemos esse trabalho com muito capricho, para a população poder ter um espaço bonito e alegre para visitar neste período do ano em que somos tomados por sentimentos de união, esperança e solidariedade. O ano de 2016 foi muito difícil. Tivemos muitas perdas, mas não podemos perder a esperança de termos dias melhores. Espero que as famílias venham visitar a Câmara, principalmente aquelas que não poderem viajar, que venham e aproveitem, porque foi tudo feito com muito carinho para vocês”, enfatizou Ivanaldo Braz.

Após o discurso, o presidente acendeu o sistema de luzes, proporcionando aos presentes uma imagem iluminada e colorida do prédio da Câmara Municipal.
Apresentação musical

A Carajás Big Band, a Turma de Canto e o Coral da Musicalização Infantil, da Escola Municipal de Música Maestro Waldemar Henrique, abrilhantaram a noite com um repertório de canções natalinas, que encantou o público. Os alunos foram orquestrados pelos professores Beline Júnior e Ieda Gracia.
Detalhes da decoração

Para a ornamentação deste ano, somente lâmpadas de led, strobos, pisca-piscas, mangueiras luminosas, cordões e cortinas de led foram adquiridos, pois estes materiais elétricos acabam sendo danificados, devido à exposição direta ao vento, sol e chuva, que costuma ser constante neste período do ano.

As guirlandas, a árvore de natal central, as personagens do presépio, as renas luminosas e os bonecos de papai noel são alguns dos itens da decoração de 2015, que estão sendo reutilizados este ano.
Para a iluminação de 2016, foram utilizados 4,5 mil metros de mangueiras de led contornando o prédio do Legislativo; 3,5 mil metros de mangueiras de led nas duas árvores de natal montadas na fachada; dois mil metros de strobos, interligando as mangueiras na fachada externa e laterais; e cinco mil metros de cordão de led distribuídos pelas passarelas, plantas, fachadas e laterais.
Horário de visitas


O prédio da Câmara Municipal ficará aberto a visitações todos os dias da semana, até as 22 horas. (Nayara Cristina)

Charge


Minhas homenagens Chape, prazer em conhecer, Atlético Nacional






Emocionante a homenagem do Club Atlético Nacional ontem no estádio Atanásio Girardot para a Chapecoense. Mais de 40 mil pessoas  lotaram a praça esportiva para assistir as homenagens ao clube brasileiro, que desafortunadamente perdeu 19 atletas no acidente do dia 30. Alem dos atletas, faleceram profissionais da imprensa, dirigentes esportivos e a tripulação. Ao todo faleceram 71 pessoas, seis escaparam com vida.

Para um clube que não tinha obrigação nenhuma de se mobilizar como poucas vezes se viu e que disputaria a final da Sul-americana na condição de favorito, uma vez que é uma das três melhores equipes da América do Sul e mesmo assim solicitou a Commebol que entreguasse a Taça à Chape, é algo maravilhoso e que conquistou de uma vez por todas o carinho e a torcida de todos os brasileiros. 

À brava Chapecoense, as nossas homenagens. Muito prazer em conhece-lo Atlético Nacional. Conte com mais um torcedor. 

Sindicato Metabase Carajás abre mão da Taxa de Fortalecimento Sindical

Macarrão (foto) representa o sindicato que abriu mão da cobrança da taxa 


Apesar de ser usual a cobrança da taxa de fortalecimento sindical, o Sindicato Metabase Carajás abriu da cobrança. Num comunicado, o entidade que representa quase 13 mil trabalhadores da industria de mineração nos municípios de Parauapebas, Marabá, Curionópolis e Canaã dos Carajás, solicitou a Vale que não descontasse em folha de pagamento a cobrança de 6%.

Esse tipo de cobrança de taxa ocorre após as extensas negociações de acordo coletivo. Segundo o presidente do Metabase Carajás,  Raimundo Nonato Amorim, o "Macarrão", muitas vezes as negociações se arrastam por meses, ocasionando despesas como deslocamentos aéreos, hospedagens, material gráfico e informativo, assessoria jurídica, realização das assembleias, alimentação, serviço de som e etc. "uma negociação como essa que estamos finalizando e que dentro da atual conjuntura foi benéfica para os trabalhadores da mineração envolve um esforço muito grande e mobiliza as diretorias dos 13 sindicatos de mineração que atuam na área de influencia da Vale, que compreende 12 estados, os custos são muito altos, mas reconhecendo as dificuldades dos trabalhadores resolvemos abrir mão", disse. 

Após a homologação do acordo coletivo, cerca de 1750 trabalhadores se manifestaram contrários a cobrança da taxa, por meio de carta direcionada ao sindicato. 

Apesar desse número representar um pequena parte dos trabalhadores da mineração dos quatro municípios que compreendem a área de atuação da Vale, o sindicato se posicionou e solicitou o cancelamento da cobrança.

Fábio Sacramento tenta voltar à Câmara


Mesmo restando um mês para o encerramento dos mandatos dos vereadores da atual legislatura, ainda podemos ter novidades. 

Em conversa com o blog, Fábio Sacramento, suplente que assumiu a vereança em novembro por 10 dias e deixou o cargo por força de uma liminar, em benefício do também suplente Raimundo Nonato, o "Nonatinho" afirmou que entrou na justiça para derrubar a liminar e há possibilidade de ele assumir o mandato já na próxima sessão legislativa.

A conferir.  

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Projeto que prevê redução do número de assessores na Câmara é aprovado




Mesmo com muitas vozes contrárias, Câmara aprova redução


Na sessão que marcou o retorno às funções dos vereadores Joseneto Feitosa (SDD) e Antônio Cahves, o "Major da Mactra" (PSDB) e o debut  do novo vereador, Raimundo Nonato, guindado ao poder por força de uma liminar, substituindo Fábio Sacramento, 

foi votado em primeira discussão o projeto de Lei  043/2016, que prevê a redução de 144 assessores de gabinetes da Câmara, a partir de janeiro de 2017. 

O orçamento menor de 2017 e as dificuldades financeiras que assolam o Poder Público foram os argumentos para a preposição, que a bem da verdade, partiu do Ministério Público, que articulou a confecção de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), objetivando a redução na folha de pagamento.

Muitos vereadores usaram a palavra e reclamaram que o projeto não foi discutido com o colegiado de vereadores. Marcelo Parceirinho (PSC) e Eliene Soares (PMDB) foram frontalmente contra a redução do número de assessores. No entendimento de Eliene, não há necessidade de aprovar um projeto reduzindo o número de cargos, tendo em vista que já é grande o número de desempregados no município. “Não concordo em fazer isso. Se por acaso não tiver recursos no ano que vem, se a arrecadação cair mesmo, vamos nos comprometer em não contratar essa quantidade, de não ultrapassar a folha, sem precisar estar na lei”. A vereadora relatou ainda que os assessores comissionados trabalham muito, são competentes e necessários para ajudar nas ações dos vereadores.
Israel Miquinha (PT) votou a favor do projeto, mas enfatizou a importância dos assessores comissionados. “Não concordo que concursados sejam assessores de vereador, pois o assessor trabalha aos sábados, domingos e feriados, não tem hora, pode ser dia, noite ou madrugada. Nada contra concursados, mas nenhum servidor efetivo vai trabalhar final de semana e feriado. Concursado tem que atuar no trabalho interno da casa, atender no horário de expediente”.


O vereador Raimundo Nonato pediu vista para analisar o projeto, entretanto, o vereador não teve seu pedido aprovado pelo plenário e o presidente Ivonaldo Brás (PSDB) colocou o projeto em votação.

Na próxima sessão legislativa o projeto será votado em segunda e última discussão. 







Manifestações continuam





Os últimos dias do governo municipal têm sido para esquecer. A cada dia aparecem novos credores e pessoas que alegam que precisam receber seus caraminguados. As manifestações vão desde os funcionários da GAMP, empresa encarregada de conduzir os trabalhos no Hospital Geral de Parauapebas que estão sem receber há mais de dois meses. Proprietários de máquinas equipamentos que estão acantonados no acesso que leva à prefeitura; comerciantes e prestadores de serviços e etc, etc etc. 

São reclamações pra todos os gostos. empresários fornecedores de material de expediente, materiais de limpeza, serviços de artes gráficas e por ai vai. O cabedal é grande. 

Voltando aos trabalhos

Amigos, depois de quase uma semana voltamos à ativa. Problemas técnicos (computador bugado) nos impediram de continuar fazendo as postagens (logo agora que os acessos estavam voltando).

Muito bem, recomeçando de novo. 

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Funcionários do Gamp ainda não receberam pagamento



Na audiência de ontem (17), ocorrida no plenário da Câmara de Parauapebas profissionais da saúde voltaram a se manifestar por conta do atraso de pagamento de salários, que segundo consta, já passa de dois meses. 

Esses funcionários foram contratados pela empresa Gamp (Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e a Saúde Pública) que está encarregada de tocar s serviços do Hospital Geral de Parauapebas. Segundo o apurado, são cerca de 200 pessoas que estão sendo prejudicadas com a falta de pagamento. 

Ainda segundo Informações, a prefeitura tem repassado recursos para a Gamp. 

De volta



Joseneto Feitosa já está em pleno gozo das suas funções de vereador. Ontem (17), ele presidiu a audiência pública que discutiu a proposta do Orçamento para o exercício financeiro de 2017.

Irmã Dulce continua acoupado



O colégio Irmã Dulce, localizada no bairro da Paz e que está desativada há cerca de um ano por não reunir a menor condição de funcionamento, continua ocupada por estudantes.

O protesto passa por melhores condições de educação na cidade, principalmente no ensino médio e até a PEC 055, que prevê menos investimentos no setor. A PEC já foi aprovada na Câmara e tramita no senado.

Decoração natalina requentada



Ontem (17), a secretaria de Urbanismo (Semurb) começou a montar a decoração do período natalino. Depois de muita incerteza, visto que a despesa de cerca de R$ 2 milhões, prevista para a decoração do período foi vetada pela prefeito Valmir Mariano, os serviços caminha de vento em popa.

Na falta de coisa nova, a Semurb lançou mão de um remix de natal. Em outras palavras, as luzes que tornaram a PA-275 famosa, serão um "requentadão" dos anos anteriores. 

As finanças públicas penhoradamente agradecem.  

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Audiência pública sobre orçamento atrai público reduzido



Plenário vazio para a discussão sobre orçamento 2017

Como revela a foto acima, a audiência pública, que visava discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA), ocorrida hoje (17) no plenário da Câmara de vereadores, atraiu pouquíssimas pessoas. 

No início dos trabalhos ainda podia se vê dezenas de estudantes, mas, com o passar do tempo, eles foram se retirando do local, sobrando apenas alguns vereadores e representantes de algumas Ongs e membros de alguns conselhos municipal.

Como não poderia deixar de ser, as reclamações giraram nas deficiências da Saúde, educação e assistência social. As críticas denunciavam que os investimentos nesses setores foram insuficientes e que no último ano houve uma redução em algumas secretarias de quase 50%. 

A Câmara tem até o dia 15 de dezembro, data prevista para o início do recesso, para aprovar o orçamento de 2017. 

Índice de criminalidadde crescente



O índice de criminalidade em Parauapebas continua crescendo. Hoje em dia é uma temeridade permanecer muito tempo em conversas na frente das residências. Se tiver de posse celular então, o convite é explícito à ação de bandidos que se multiplicam na cidade feito chuchu na serra. 

Hoje em dia, quase todo mundo tem uma história de vitimização desse tipo de delito pra contar. 

Alô, policia!!.

Reforma de ponte na zona rural é solicitada pela Câmara



 Fábio Sacramento, autor do requerimento

A reforma da ponte do Rio Gelado, localizada próximo ao Balneário do Joca, foi solicitada pelo vereador Fábio Sacramento (PMDB) durante a Sessão Ordinária desta terça-feira, 16 de novembro. A Indicação nº 91/2016 propõe ao Poder Executivo a reestruturação em caráter de urgência.

Segundo o parlamentar, a referida ponte irá reduzir em torno de 25Km o percurso que dezenas de família fazem para se deslocar da região do Apa do Gelado até o município de Parauapebas. A reforma permitirá aos alunos da rede municipal o acesso à escola, uma vez que estão sem frequentar as aulas devido a impossibilidade de tráfego do ônibus escolar sobre a ponte.

A reparação da ponte ira garantir, ainda, a manutenção da ferrovia, já que os profissionais que fazem a conservação não conseguem atravessar com os equipamentos. “Com o atual estado da ponte somente motociclistas transitam pelo local. As famílias de agricultores que produzem na região e trazem as mercadorias para serem comercializadas em Parauapebas tem que fazer um grande desvio na rota, o que encarece o custo da produção”, explicou o vereador.

De acordo com Fábio Sacramento, além de beneficiar todos os moradores do município, o reparo permitirá um menor percurso para a chegada dos alimentos do campo ao município, promovendo qualidade de vida e melhor locomoção aos moradores da região.  (Ascom/Câmara)    

Audiência pública



Hoje (7), a partir das 09 horas, na Câmara Municipal acontecerá uma audiência pública que debaterá a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2017. 

Se forem debater mesmo, tem muita coisa pra acontecer. Uma delas é o aumento do valor do orçamento para o ano que vem, que era de R$ 806 milhões e de repente foi majorado para um pouco mais de R$ 1 bilhão.

Por que, se todo mundo sabe que a arrecadação ficará longe disso?

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

De olho na presidência



Ainda estamos nos meados do mês de novembro e os vereadores da nova legislatura já mexem os pauzinhos. O objetivo é a composição da Mesa Diretora (presidência, vice-presidência, primeira e segunda secretarias).

Segundo o apurado, do lado do prefeito Darci Lermen, Luis Castilho (PROS), Eliene Soares (PMDB) e José das Dores Couto (PMDB) já manifestaram o desejo de presidir a casa azul.

Por seu turno, pelo lado da coligação que apoiou Valmir Mariano, quatro vereadores eleitos começam a falar ao pé do ouvido dos vereadores eleitos, objetivando receber o apoio e o voto na escolha da nova Mesa Diretoria. Tratam-se de Zacarias Marques (PSDB), Joelma Leite (PSD), Francisco Pavão (PSDB) e Marcelo Parcerinho (PSC). 

Muitos rounds desse jogo ainda terão lugar até a virada do ano, mas por enquanto, os pré-candidatos são esses.

Homem é preso transportando pé humano



Cada doido com sua mania. Em marabá, na segunda feira (14) um homem foi preso, transportando um pé humano, enrolado em papel de jornal. Meio tantã o camarada dizia que o pé era da sua vó que estava hospitalizada para amputação do pé. 

O cara sofre das faculdades mentais.

Ficam pra terça que vem



Ao contrário do que se esperava, os vereadores Josineto Feitosa e Antônio Chaves de Souza, o "Major da Mactra" não assumiram suas funções no dia de hoje. Informações não oficiais deram conta que  os dois estiveram nas dependências da Câmara, mas não adentraram ao plenário. 

Ao que parece problemas de ordem cartorial os impediram de voltar a atuar. Ficam pra terça-feira que vem.

Pixotada



Na postagem da última terça-feira (08) o blog informou que Fábio sacramento havia assumido o mandato de vereador. Erroneamente foi colocado no título da postagem "Flávio Sacramento assume mandato de vereador". 

Onde está escrito "Flávio", por favor leiam "Fábio".

O pedido de desculpas do blog pela pixotada.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Serviço deficiente



Em virtude da insatisfação geral por parte da população com relação aos serviços de entrega e atendimento dos Correios de Parauapebas, a Central dos Correios de Belém está trabalhando para sanar esses problemas.

Já era sem tempo. A deficiência dos Correios é pública e notória e talvez, ao lado da Celpa, seja a instituição mais desgastada junto à população.

Ponto facultativo na Câmara



A exemplo do que já havia ocorrido na prefeitura de Parauapebas, a Câmara também concedeu ponto facultativo nesta segunda (14). Apenas os serviços essenciais funcionarão.

O ponto facultativo da segunda se dá em razão do feriado da proclamação da república que acontece na terça (15). Com isso a sessão legislativa acontecerá no dia 16, às 09 horas.

Câmara vota moção de apoio para OAB





Uma Moção de Apoio foi apresentada pelos vereadores em solidariedade ao Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Parauapebas, Deivid Benasor da Silva Barbosa, em virtude das ameaças que o mesmo vem sofrendo devido sua atuação à frente daquela instituição.




O documento passou por votação na sessão da Câmara Municipal, na última terça-feira (8). Todos os vereadores presentes foram favoráveis.





A Moção é de autoria do presidente da Câmara, Ivanaldo Braz (PSDB) e foi assinada pelos demais vereadores. No texto, os parlamentares defendem que o advogado é indispensável à administração da justiça, com papel fundamental na consolidação da paz social.





Para os vereadores, é inaceitável, e fere o estado democrático de direito, qualquer tentativa de calar a advocacia, principalmente quando atenta, ou ameaça atentar, contra a integridade física, moral e a própria vida de um advogado.





“A Câmara Municipal de Parauapebas repudia essa grave ameaça à ordem jurídica e manifesta toda a solidariedade ao presidente da OAB – Subseção Parauapebas, Deivid Benasor, que possui uma louvável folha de serviços prestados à advocacia e à sociedade parauapebenses, ao tempo em que se coloca à disposição da OAB e da sociedade para auxiliar no restabelecimento da paz social em Parauapebas”, diz trecho da Moção de Apoio.





ASCOM/CÂMARA